topo

NOSSO BLOG

Acesse nossos conteúdos e acompanhe nossas novidades.

Postado em 29 de Outubro de 2019 às 10h23

6 dicas para perder o medo de falar em público

Artigos (17)Redação Previu Inteligência (8)

Você tem medo de falar em público? Não se preocupe, pois você não está sozinho(a). Falar em público é um dos principais medos do ser humano e atinge três em cada quatro pessoas em todo o mundo. Em pesquisas realizadas em diferentes países, o medo de falar em público aparece sempre em primeiro ou segundo lugar, superando até mesmo o medo da morte em alguns casos.

O medo de falar em público é uma fobia, e pode estar associada a diferentes situações, como vergonha, insegurança, ansiedade e a própria falta de prática em se expor diante de outras pessoas. Aliás, é importante você saber que o medo de falar em público está presente inclusive naquelas pessoas que exercem funções públicas e fazem o uso frequente desta prática. Portanto, trata-se de um medo não eliminado totalmente, mas que é controlado e reduzido na medida em que o orador desenvolve habilidades e exercita com frequência.

Não importa sua função profissional ou o espaço que ocupa no mercado de trabalho. O fato é que uso adequado do vocabulário e das linguagens vocal e corporal, representa uma das principais habilidades valorizadas pelas empresas na atualidade, especialmente em cargos de gestão e liderança. Seja para expor uma ideia, apresentar uma proposta ou defender um projeto, enfrentar o medo de falar em público pode ser uma questão decisiva para crescer ou mesmo para sobreviver profissionalmente. No caso das empresas, preparar gestores e líderes para representar a marca adequadamente diante de seus públicos de interesse, compõem uma das ações fundamentais para a construção de uma imagem pública favorável e, em alguns casos, enfrentar crises de imagem.


Seis dicas para perder o medo de falar em público

1. Conheça a si mesmo e valorize suas qualidades
Uma das principais causas do medo de falar em público é a falta de autoconhecimento do orador sobre suas qualidades e limitações. Saiba que todo orador possui fragilidades e pontos favoráveis. Por um lado, temos uma tendência em criar em nossas cabeças o perfil de um orador ideal, baseado em alguma referência positiva; por outro, somos impactados ao fazermos uma autoimagem negativa de nós mesmos, com a supervalorização de nossas fragilidades e a preocupação excessiva com críticas e julgamentos. A dica é: identifique e valorize seus pontos favoráveis (vocabulário, tom de voz, humor, a expressão facial etc), os quais servirão como ponto de apoio e lhe garantirá segurança no momento da sua fala em público. Sempre, claro, associado ao pensamento positivo que deve tomar conta da sua mente.

2. Estude e domine o assunto
Somente fala quem tem algo a dizer. A frase parece óbvia, mas o fato é que a falta de domínio sobre o assunto a ser abordado representa outra causa frequente do medo de falar em público. Se você foi convidado a falar para uma plateia, é porque você tem algo a dizer, o que por si só deve gerar em você uma autoconfiança. Mesmo assim, é importante estudar e preparar sua exposição. Estudar significa atualizar dados, informações e argumentos. Já a preparação envolve a sistematização e a organização na narrativa, ou seja, a sequência e o formato com que o conteúdo será comunicado com vistas à efetividade da mensagem. Aliás, é importante que você sempre estude e saiba muito mais do que o necessário para sua fala, pois isso lhe dará mais confiança e segurança diante de imprevistos.

3. Leia em voz alta e ensaie na frente do espelho

O conteúdo é um dos elementos que compõe a oratória, mas surtirá pouco efeito se não for acompanhado do uso adequado das linguagens vocal e corporal. Aliás, é justamente a preocupação em expor a voz e o corpo que gera ansiedade e nervosismo na maioria das pessoas que têm medo de falar em público. Por isso, ensaie bastante. Ler textos em voz alta auxilia a liberar o nó que está preso no estômago e na garganta, bem como a desenvolver habilidades vocais, a exemplo do volume e entonação, ritmo e velocidade da fala. Quando feito na frente do espelho, o resultado é ainda mais efetivo, pois neste caso podemos observar os movimentos do nosso corpo e sua sintonia com o conteúdo e a voz.

4. Busque espaços para praticar o uso da palavra em público
Quem hoje fala para grandes públicos, certamente um dia começou falando para um número modesto de pessoas. Para perder o medo de falar em público, o importante é praticar. Por isso aproveite cada oportunidade e busque criar momentos para exercitar o uso da palavra para públicos pequenos, até mesmo para conhecidos que poderão lhe dar um feedback propositivo. Aos poucos, você irá familiarizar-se com a plateia e poderá buscar desafios maiores.

5. Não torne um problema maior do que ele é

Um dos principais equívocos de um orador é demonstrar seus temores para o público, criando na sua mente situações mais graves do que elas realmente são. Logo ao agendar uma apresentação, reúna informações sobre o perfil do público que irá compor a plateia, com o objetivo de gerar maior segurança sobre o ambiente e até mesmo ajustar detalhes da sua apresentação com vistas a gerar maior sintonia. Alguns mecanismos de fuga também podem ser utilizados inicialmente, como por exemplo olhar para o fundo da plateia sem fixar o olhar no rosto das pessoas; se estiver com as mãos trêmulas, procure gesticular e dar movimento; e se estiver com as pernas fracas, procure caminhar levemente pelo palco. Lembre: seus pontos frágeis estão apenas na sua cabeça. O público não os conhece. Basta não demonstrá-los e não torná-los perceptíveis aos olhos da plateia.

6. Concentre-se e foque no início da fala

No processo de preparação para a sua fala, você estuda, sistematiza e ensaia o conteúdo. Muito bem! No entanto, quando você pisar no palco, seu nível de adrenalina estará alto, e o autocontrole no momento inicial será decisivo. Momentos antes da sua apresentação em público, tente mentalizar e focar na mensagem inicial, nos primeiros 30 segundos, e depois nos primeiros 3 minutos. Passada essa fase, o nível da adrenalina irá baixar. Você então começará a ficar à vontade com o ambiente, e seu nível de confiança lhe dará segurança para a sequência da apresentação.

Que tal trabalhar essas e outras técnicas em um curso de oratória e comunicação interpessoal personalizado para a sua empresa? Vamos conversar?

Veja também

Como o Marketing de Causa pode agregar valor à sua marca20/01 Como o Marketing de Causa pode agregar valor à sua marca O Marketing de Causa vem sendo decisivo no processo de reposicionamento de muitas marcas já consagradas no mercado, além de integrar o DNA de novas empresas que já nascem com uma cultura conectada a causas e valores da sociedade. Estas empresas são reconhecidas por oferecerem produtos e serviços aliados a......
Toda empresa precisa estar online?04/10/19 A resposta imediata é: Sim! Considerando que a lista telefônica se tornou tão ultrapassada quanto a Barsa, a primeira opção das pessoas hoje na hora de buscar o contato de uma empresa é a pesquisa na internet. Mas......

Voltar para Blog

Vagner Dalbosco

Por Vagner Dalbosco
Head da Previu Inteligência | Mestre em Gestão da Informação 
vagner@previuinteligencia.com.br

Liziane Vicenzi

Por Liziane Vicenzi
Colaboradora Previu Inteligência | Mestre em Jornalismo | Doutoranda em Educação 
lizivicenzi@gmail.com

Redação Previu Inteligência