topo

NOSSO BLOG

Acesse nossos conteúdos e acompanhe nossas novidades.

Postado em 23 de Setembro às 00h34

Marca Pessoal: o personal branding como estratégia de carreira

Artigos (33)Redação Previu Inteligência (20)Personal Branding (17)

A estruturação de um projeto de Personal Branding pode ser decisiva para orientar seu posicionamento e seus movimentos no mercado de trabalho, com impacto sobre sua imagem e sua carreira profissional. Por isso, construir uma marca pessoal é investir em estratégia de carreira.

O QUE É PERSONAL BRANDING
Assim como ocorre com as marcas corporativas, quando o assunto é carreira as pessoas também são marcas a serem construídas e gerenciadas. O Personal Branding é uma filosofia que orienta a carreira e a imagem de profissionais de diferentes áreas a partir de estratégias de gestão de marca pessoal.

Se antigamente essa era uma preocupação especialmente no universo das figuras públicas e pessoas famosas, como artistas, desportistas e outras personalidades, nos últimos anos a condução de carreiras e o zelo com a imagem pessoal impactou fortemente o mundo corporativo.

CEO’s, executivos, gestores e líderes de diferentes níveis organizacionais, além de profissionais das mais diversas áreas e segmentos que atuam de forma autônoma, buscam potencializar sua marca no mercado. Ao gerar valor para sua imagem, você torna-se uma marca desejada, se fortalece e faz com que o mercado queira tê-lo(a) como colaborador(a) ou parceiro(a) de negócios.

O QUE CONSIDERAR EM UM PROJETO DE PERSONAL BRANDING
Um projeto de Personal Branding é composto por várias etapas e requer tempo de execução para a obtenção de resultados, uma vez que a construção de uma marca não ocorre “da noite para o dia”.

Se você está pensando em iniciar essa jornada, confira algumas orientações sobre o que você deve considerar:

1. PENSE COMO UMA MARCA
Quando o assunto é mercado de trabalho, concorde ou não, você é um produto à venda. Mas existem centenas, milhares de outros produtos sendo ofertados na mesma área que a sua. Seu mindset precisa estar conectado à ideia que você é uma marca e precisa agir como tal para ser desejada e escolhida em relação às demais.

2. EXERCITE O AUTOCONHECIMENTO
Reconhecer suas habilidades e competências, sejam elas técnicas ou comportamentais; bem como suas forças e suas fraquezas, é fundamental para identificar potencialidades e riscos, traçar objetivos e visualizar possíveis caminhos.

3. ESTABELEÇA SEU NICHO
Nossa sociedade hiperconectada se organiza, se comunica e se relaciona em comunidades de interesse. Cada vez mais os negócios e as carreiras são hipersegmentadas diante de um comportamento de consumo que também segue esta lógica. Defina o nicho que você atua e tenha foco.

4. IDENTIFIQUE SEU DIFERENCIAL
O que você faz de melhor? O que o torna único no seu segmento? Por que alguém lembraria de você, o contrataria ou pagaria melhor pelos seus serviços? Muitos profissionais esperam valorização do mercado sobre suas carreiras, mas nem eles sabem responder a estas perguntas.

5. AVALIE OS ATRIBUTOS DA SUA MARCA
Sua imagem é como os outros lhe percebem, e ela nem sempre é coerente com o que você imagina. Procure pesquisar e avaliar as percepções que o mercado tem de você.

6. POSICIONAMENTO CLARO
Se você fosse um carro, qual seria? E se fosse uma cidade? Quem quer ser tudo para todos, não é nada. Defina quem você é e como quer ser percebido pelo mercado em relação a outras marcas pessoais do mesmo segmento que o seu. Se você não fizer esse movimento, o mercado fará isso por você (e talvez você não vá gostar).

7. DEFINA TEMAS E DOMINE-OS
Profissionais que criam autoridade em determinado assunto são mais lembrados e agregam valor para sua marca pessoal. Identifique temas que você tem domínio e demonstre conhecimento sobre eles, produzindo e compartilhando conteúdos relevantes. Utilize técnicas de storytelling e gatilhos mentais para gerar maior atração, conexão e engajamento.

8. TENHA PRESENÇA DIGITAL
O mercado precisa perceber seu valor, portanto ele precisa ser comunicado de diferentes formas. Sem dúvida alguma a exposição nas redes sociais é fundamental, mas precisa ser planejada e ocorrer de forma estratégica. E atenção: cuidado com a exposição de conteúdos pessoais que podem não agregar valor e ainda prejudicar sua imagem.

9. COMPARTILHE CONHECIMENTO
Além da exposição nas redes sociais, crie oportunidades para compartilhar seu conhecimento e suas experiências em espaços que seu segmento valoriza, como em entidades de classe, associações e instituições de ensino.

10. NETWORKING
Estabeleça quais são seus públicos de interesse e crie estratégias para conectar-se a eles com frequência, tanto no presencial quanto no digital, além de participar de eventos e outras atividades que lhe permitam ampliar sua rede de relacionamentos.


E por fim, mão na massa...!!!

Veja também

Marca pessoal: como Juliette se tornou um case de sucesso14/10 Você não precisa ter assistido ao Big Brother Brasil em 2021 para saber quem é Juliette. A nordestina de 31 anos se tornou um case de sucesso de marca pessoal. Isso não seria uma grande novidade se não fosse pelo fato de que esse fenômeno ganhou proporção quando ela ainda estava no jogo e não tinha noção sobre sua repercussão......

Voltar para Blog

Vagner Dalbosco

Por Vagner Dalbosco
Head da Previu Inteligência | Mestre em Gestão da Informação 
vagner@previuinteligencia.com.br

Liziane Vicenzi

Por Liziane Vicenzi
Colaboradora Previu Inteligência | Mestre em Jornalismo | Doutoranda em Educação 
lizivicenzi@gmail.com

Redação Previu Inteligência